Páginas

sábado, 6 de setembro de 2014

A culpa é das estrelas e eu com isso?

     Olá meus amores, nossa tempo que não vejo vocês  não é mesmo.. e esse tempo todo, percebi quanto estava perdendo, mais de 5000 visualizações no meu blog, muitos visitados a partir de uma pequena busca de algo que as lhe interessou, pelo Google, enfim, fiquei com vontade de postar o que anda acontecendo.. o ano de 2014, foi realmente corrido, sim pra mim já FOI, falta tão pouco para acabar que fico abismada, mas calma o cinema nunca para, e estamos com tantaaa coisa acontecendo, tanta coisa lançando, tanta coisa sendo feita, tanto vampiro brilhando mentira isso já é passado certo? Nãoooo..
cada dia temos mais e mais vampiros e séries, aparecendo.. 
Então que comecem os trabalhos deste post..
Cinema 2014, o que já aconteceu e o que ainda está por vir..

Acredito que, o assunto que bombou nesses últimos meses é sem dúvida o queridinho do momento 
A Culpa é das Estrelas, e seu o amor impossível, pensamos juntos: Romeu e Julieta, já no seu tempo, foi um amor inconveniente, que sempre pensamos: o final poderia ser mudado, assim como Titanic, aposto que vocês sempre que assistem pensam em mudar o final e assim Jack poderia ter sobrevivido. 
E o mesmo acontece com o drama da hora A Culpa é das Estrelas, não vou contar o final, apesar de todos já saberem, mas sempre temos aquele que fala: - NÃO ME CONTA NADA; - Primeiro vou ler o livro e depois assistir ao filme, ou apenas assistir ao filme. 
Eu como não sou muito diferente dos outros viciados em filme e livro, comprei o livro e li, e acreditem chorei como uma tola dias a fio, sim, dias, sempre que lembrava ou contava para alguém o livro, chorava, e assim que o filme saiu, OBEVEUU, fui assistir, assim que Hazel Grace aparece no início do filme e eu lembrei o resto todo do livro, CHOREI, sim, chorei... metade da sala de cinema ou chorava, ou soluçava, ou os dois mesmo...
Mas depois de toda essa overdose de lágrimas, fiquei pensando: sério? preciso disso? me expliquem porque gostamos tanto de filmes que nos fazem chorar, que nos permitem perceber essa realidade tão cruel, então pensei em outros filmes como P.S Eu te amo, Um amor para recordar, Antes que termine o dia, Outono em NY, e tantos outros, o que nos faz buscar filmes que o final não seja FELIZ? 
Será que somos tão felizes que precisamos perceber que nem sempre é assim? 
Nãooooo, buscamos esse tipo de filme, para percebermos que somos humanos, e pensarmos em como poderíamos agir e reagir caso algo assim acontecesse conosco. 

Enfim, assisti ao filme e ele é praticamente 90% fiel ao livro, muda poucas coisas, o que nós fãs, gostamos bastante, certo? 
Mas o final não me agradou, calma, ele segue o final do livro sim mas a parte triste, algumas coisas mudam e fiquei um pouco chateada com isso. 

O livro deveria ter continuação, pois assim como o livro, dentro do livro que a Hazel gosta tanto, mostra que ele acaba de uma forma que queremos mais, queremos saber como ela continua vivendo, o que realmente acontece com sua mãe, o que acontece com os pais dele, o que acontece com o Isaac?  E a Mônica realmente não volta pra ele? 

Sofro só de pensar...
Então façam um favor para o querido escritor John Green, leiam o livro, não assistam apenas o filme, isso serve para todos os livros adaptados e transformados em longa metragem..
E assim, se você quer saber mais sobre o assunto, apesar de já estar meio passado o momento, o filme logo logo estará nas locadoras, e daqui uns 20 anos na NETFLIX...
podem entrar no site oficial  e dar uma encarada no trailer, lá mostra a nova capa das próximas edições do livro com o poster do filme, perguntas e respostas com John Green.

Para terminar, claro não pode faltar, a sinopse, e algumas fotinhas achadas no google, é só digitar A culpa é das estrelas e tchãrannn hehe..
Além de que, você acha desenhos, partes dos livros, imagens, tatuagens, capinhas de celular, anéis, posters, camisetas, e nossa o povo realmente gosta...









O próximo post vai ser sobre os filmes e a NETFLIX, ando meio chateada com ela ... hehe 

Beijos amores!
This's all... 

Nenhum comentário:

Postar um comentário